Este Espaço

Criei este espaço para dividir, meus momentos, meus sonh os, minhas fantasias e meus desejos com vocês. Venham me conhecer.
Parei de escrever um Blog que tinha, com um ex-companheiro,
(http://meninalevadamestreferreiro.blogspot.com.br) ,sobre nossas experiências e nossa vida sexual, vida no meio liberal e no meio BDSM, com o fim do relacionamento, abandonei definitivamente o BDSM, resolvi importar algumas coisas do antigo Blog pra explicar todo este meu processo de transformação. De deixar de ser uma mulher submissa, mas infeliz, e me tornar uma mulher livre, mas feliz. SIMPLES ASSM.

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Vida Dupla X Caráter


ACHEI ESTA TEMÁTICA NO FETLIFE E VI QUE É BEM PERTINENTE PARA AS PESSOAS ENTENDEREM QUE TUDO É UMA QUESTÃO DE OPINIÃO. CADA UM TEM A SUA.


A pergunta é simples, você acha que um Dominador(a) / submisso(a) que tem uma vida dupla, casados que mentem para os cônjuges (que nem desconfiam do lado BDSM) é falta de caráter?
Você aceitaria uma relação assim?

Respostas:


 1) Não é honesto e está bem longe do ideal...


Mas vamos combinar que existem situações bem complicadas.

Um exemplo é quando a pessoa se casa sem saber do BDSM, e depois se descobre DOM ou sub.... E nisso, tenta puxar o marido/esposa para os seus fetiches e essa pessoa se recusa a aceitar, julga, critica....

As vezes não é tão simples se separar. Podem haver crianças envolvidas. Pode haver amor na relação. Ninguem de carater simplesmente joga tudo para o alto em nome de seus fetiches sem nem pensar duas vezes. É uma decisão séria.... E leva um tempo pra aprender o que é fetiche e o que é essencia. Leva um tempo pra pessoa descobrir o que ela pode evitar em nome de algo maior, e o que é parte dela.


Eu não me vejo em um relacionamento de longo prazo com uma pessoa casada e que mantenha o BDSM em segredo, por questoes práticas. A disponibilidade dessa pessoa é muito menor. E os sentimentos mais intensos, talvez já estejam "comprometidos" com o conjuge. Mas não é uma questão de julgamento. A vida prega cada peça... entre o preto e o branco tem ciquenta tons de cinza (não resisti). Cada caso é único. É muito dificil julgar.

2) Vamos ser diretos...

Julgar alguém no meio BDSM é ridiculo.....


Cada qual faz da sua vida o que quiser...eu não vivo essa situação mas fala sério!!! é absurdo tantos comentários em algo que é simples... Ei vivo o meu com meu Dono...o proximo vive o dele e assim por diante...não existe mentira pequena ou grande,mentir é mentir... eu não julgo para não ser julgada,vivo a minha vida,e tomo conta dela...ponto!


Existem tantas coisas que eu não faria no meio BDSM e tantas outras que me assustam,mas eu não costumo apontar o dedo pra ninguém,porque um dia esse dedo pode estar apontado bem no meio da minha cara,e ai será a minha vez de não gostar...


Tem que haver respeito pelo o que as pessoas vivem e como querem viver.[2]

Julgar as pessoas como mal-carater por isso é demais, é um abuso.[2]

Existem familias completamente felizes aos olhos de muitos,onde TODOS são pessoas com a vida no crime,e ninguém mente pra ninguém...e aí????

Por acaso são pessoas de caráter???

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua vista. Loira